Os Rondolinos

Em 1935, Cesare Rondolino escolhe como profissão a rizicultura, logo adquire a fazenda Tenuta Torrone della Colombara, famosa por seus terrenos férteis e ricos em água e, por isso, particularmente adaptada para a cultivação do arroz.
Em 1972, ao lado do filho Piero Rondolino, dando continuidade a agricultura extensiva, onde as variedades de maior produtividade e consequente maior valor comercial, foram cultivadas e vendidas à indústria de transformação.
Em 1992 Piero decide iniciar um cultivo diferente de tudo o que havia sido feito até então. Nasce o Acquerello, criando assim uma relação direta com o seu consumidor final.
Em 2000 Piero e o filho Rinaldo, com a finalidade de obter a máxima pureza dos campos, iniciaram a plantar somente uma variedade de arroz: o Carnaroli. Nesta ocasião também foi iniciada a colaboração com a associação Slow Food. Torna-se sede didática da UNISG (Università degli Studi di Scienze Gastronomiche).
Hoje também contribuem com o crescimento de Acquerello Umberto e Anna, irmãos de Rinaldo, responsáveis pelo setor de imagem e comunicação, enquanto Maria Nava, esposa de Piero, cuida do setor comercial da empresa.

famiglia

@Gianni Berengo Gardin

Piero-e-MN

Piero e Maria Nava Rondolino

 

Se continui ad utilizzare questo sito acconsentirai l'utilizzo dei cookie.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close